Cirurgia Refrativa Oftalmolosita Porto Alegre

Descolamento de retina: causas, sintomas e tratamento

Descolamento de retina é o desprendimento das estruturas da retina na superfície interna do globo ocular, o que interrompe o abastecimento de nutrientes e provoca a degeneração celular.

A retina é uma estrutura nervosa, bem fina, que cobre a parte interna do olho. O seu descolamento afeta as células nervosas que detectam a luz e enviam mensagens para o cérebro na área em que se processa a visão.

Neste artigo, você vai conhecer as causas, os sintomas e os tratamentos desse problema. Então, continue a leitura para saber mais!

Causas do descolamento de retina

Dentre as principais causas, destacamos:

Rasgos ou furos na retina

O rasgo ou o furo na retina pode provocar o extravasamento do fluido (gel vítreo) por trás da retina, causando o descolamento das estruturas intraoculares.

O rasgo ou furo pode ser ocasionado por doenças do olho ou algum traumatismo, como acidentes e pancadas.

Tração na retina

Nesse caso, a retina sofre algum tipo de tração que pode empurrá-la para as camadas inferiores, causando o descolamento. Isso acontece, geralmente, na retinopatia diabética proliferativa, que provoca o crescimento de tecido cicatricial.

Acúmulo de líquido sob a retina

Doenças ou processos inflamatórios podem causar um acúmulo do gel vítreo abaixo da retina, nos vasos sanguíneos ou nos tecidos. Esse acúmulo provoca a separação das camadas da retina resultando no descolamento.

Outros fatores que também causam essa condição são um ferimento no olho, miopia e certas condições de saúde, como a diabetes.

Fatores de risco para o descolamento da retina

Além das causas mencionadas, há alguns fatores que podem aumentar o risco de descolamento de retina e, entre eles, podemos citar:

  • envelhecimento;
  • histórico familiar de descolamento de retina;
  • histórico de cirurgia ocular, como remoção da catarata;
  • lesões oculares graves.

Sintomas

A maioria dos sintomas incluem:

  • moscas volantes em seu campo de visão. Por vezes podem aparecer como manchas escuras, bolhas ou riscos;
  • flash de luz ao mover os olhos ou a cabeça;
  • efeito de sombra em parte do campo visual.

Em alguns casos mais raros, o descolamento pode ocorrer sem aviso prévio, situação em que há a perda súbita da visão.

Tipos de tratamento

Alguns tratamentos são utilizados para a correção do descolamento. Pode ser utilizada somente uma técnica ou uma associação delas. Os procedimentos mais comuns, são:

Criopexia

É aplicada uma sonda de congelamento sobre o defeito na retina. Assim, a área é congelada resultando em uma cicatriz que protege a retina.

Retinopexia pneumática

Nesse procedimento, é injetada uma bolha de ar ou gás no gel vítreo impedindo a passagem de líquido pelo buraco da retina. Dessa maneira, a retina retorna a seu lugar novamente.

Cirurgia a laser

Na cirurgia a laser, ou fotocoagulação, um feixe de laser aplicado na ruptura da retina provoca queimaduras e cria cicatrizes que atuam como uma “solda” na retina.

Vitrectomia

Nesse caso, o vítreo e qualquer tecido que está alterando a retina é retirado. Assim, gases ou líquidos são introduzidos no lugar para recolocar a retina em sua posição de origem.

Fique atento a qualquer desses sintomas. O descolamento de retina é uma situação grave e o médico deve ser procurado imediatamente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em Porto Alegre!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp