Cirurgia Refrativa Oftalmolosita Porto Alegre

DMRI: causas e fatores de risco

A Degeneração Macular Relacionada à Idade ou DMRI é uma doença degenerativa que afeta a parte central da retina, chamada de mácula e que é responsável pela nitidez na visão.

Neste artigo, você vai saber os tipos da doença, suas causas e sintomas. Boa leitura!

Tipos de degeneração macular

Existem duas formas da degeneração macular. A seca, ou atrófica, é a forma mais comum e provoca atrofia das células da retina. Outro tipo existente é a úmida ou exsudativa, em que a formação de novos vasos pode causar sangramento e agredir a retina.

A seguir, explicamos com mais detalhes, cada um dos tipos:

Seca ou atrófica

Na degeneração macular relacionada à idade do tipo seca, ocorre uma aglomeração de proteínas e gorduras, chamadas de drusas. Elas estão presentes na camada celular da mácula, abaixo da retina, causando sua degeneração.

A DMRI seca é a forma mais comum e sua progressão é lenta e raramente causa perda total da visão. Em geral, a visão central é comprometida prejudicando atividades como leitura, porém o campo visual é mantido. O tipo seco pode se estabilizar por anos.

Úmida ou exsudativa

A degeneração macular relacionada à idade do tipo úmida é a mais agressiva e progride rapidamente, necessitando de intervenção imediata para evitar a perda da visão. Assim, ela se caracteriza pelo desenvolvimento anormal de novos vasos sanguíneos na retina, que podem extravasar e afetar a mácula, prejudicando então a visão central.

Causas da DMRI

As causas precisas não são conhecidas mas o avanço da idade provoca uma degeneração da mácula, a parte do olho que promove a captação de imagens detalhadas e em cores.

Fatores de risco

Além da idade, alguns fatores de risco podem contribuir para o surgimento da DMRI, entre eles:

  • histórico familiar;
  • pessoas com pele e olhos claros;
  • obesidade;
  • dieta pobre em frutas e fibras e com alto consumo de gorduras saturadas;
  • tabagismo;
  • exposição exagerada aos raios solares.

Sintomas da Degeneração Macular Relacionada à Idade

Os pacientes que sofrem dessa doença, apresentam:

  • perda visual progressiva;
  • visão central turva ou com distorções visuais;
  • visão com linhas onduladas e distorcidas;
  • cores são percebidas com menos intensidade ou brilho;
  • dificuldade em reconhecer rostos.

Apesar de a doença afetar ambos os olhos, a perda é assimétrica e um dos olhos é mais afetado que o outro. Os pacientes acometidos pela degeneração macular apresentam dificuldades nas tarefas cotidianas que se agravam com o tempo.

Pacientes que desenvolvem o tipo úmido ou exsudativo podem apresentar perdas agudas e graves da visão.

O diagnóstico dessa degeneração por vezes é tardio, pois os pacientes acreditam que a perda de visão é um processo natural da idade. No exame para confirmação da doença, são feitos a medida da visão e o mapeamento de retina, além dos exames de Tomografia de Coerência Óptica e de Angiofluoresceinografia.

A DMRI é uma doença crônica e não tem cura. O tratamento auxilia em grande parte dos casos e reduz a sua progressão. O controle e o monitoramento correto pode recuperar a visão afetada.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em Porto Alegre!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp